Buscar
  • luizaferracini

4 dicas para melhorar o sono através da alimentação

Você é daqueles que passa o dia inteiro cansado e quando chega de noite (ainda cansado) parece que é ligado na tomada e não consegue dormir de jeito algum? Passa horas se revirando na cama e quando o despertador toca dá vontade de dormir o dia inteiro?

Esses sintomas e muitos outros podem estar relacionados à sua alimentação. Existem formas de induzirmos o sono com o que consumimos nas horas antes de ir para a cama. Claro que temos diversos fatores que afetam nosso sono, como estresse, ansiedade, FOMO (medo de perder algo que possa estar acontecendo enquanto você dorme, entre outros. Mas acredite, regulando a alimentação ficará mais difícil dos outros afetarem você ao tentar fechar os olhos.

Abaixo, deixo algumas dicas que podem ser colocadas em prática visando melhorar sua experiência de sono:

1- Não consuma cafeína pelo menos 5h antes de tentar pegar no sono, ou depois do sol se pôr. A cafeína é um composto que nos auxilia a ficar ativos e acordados, sendo maléfico para quem tem dificuldade de pegar no sono. Existem pessoas que são mais sensíveis a cafeína, outras menos, mas de qualquer forma o ideal é não consumir à noite. Além do café, outros alimentos são ricos nesse composto, como o chimarrão (amplamente consumido pelos gaúchos no final da tarde), chá verde e bebidas energéticas.


2- Use e abuse de chás relaxantes após o jantar. Compostos relaxantes como a melissa, camomila, capim-limão e flor de maracujá tem um sabor gostoso e ainda acalmam o organismo, fazendo com que o sono venha mais rápido. Fora isso, também é possível pingar gotinhas de extrato de lavanda no travesseiro para esse mesmo fim. Ah, indico consumir pelo menos 40 min antes de deitar-se, pois os chás dão vontade de urinar – e nada pior do que levantar da cama para fazer xixi.


3- Evite alimentos ricos em gorduras e “pesados”. A sensação de deitar com o estômago muito cheio faz com que as pessoas “fritem bife” na cama e não consigam pegar no sono. Opte por alimentos mais leves como carnes mais magras. Cada pessoa sabe os alimentos que a fazem sentir mais “peso” no estômago, então preste atenção nos sinais do seu corpo e entenda o que o fará deitar sem essa sensação.


4- Não jante na frente da televisão. Quanto mais cedo tirarmos os nossos olhos das telas (televisão, celular), mais rápido o sono virá. Se você jantar, tomar chá e fizer todos os seus rituais olhando para uma tela, será muito mais difícil para o seu organismo notar que está chegando a hora de relaxar. Vale também diminuir as luzes da casa, não deixar as luzes mais claras acesas (tente ligar somente um abajur e verifique se não fica mais confortável).

Sabemos que o sono é imprescindível para a perda de peso, pois ele também controla alguns hormônios que podem prejudicar esse objetivo. Além de auxiliar nesse propósito, uma noite de sono nos traz mais energia para aproveitar e produzir durante o dia, melhorando nossa qualidade de vida.

Ajustando hábitos que nem sempre são diretamente relacionados à alimentação você atingirá seus objetivos de forma mais duradoura, e sem sofrimento. Com uma rotina (e o sono entra nisso) estruturada, fica muito mais fácil ser saudável, e a perda de peso pode vir inclusive como consequência.

Sempre mostro para os pacientes que estou aqui para melhorar a saúde em primeiro lugar, e com ajustes nesse sentido feitos nós veremos resultados físicos. No momento em que você verificar que sua qualidade de vida melhorou, estará pronto também para enxergar e apreciar mais seus resultados atingidos. Saúde e perda de peso devem andar juntas!

E você, está esperando o que para ter mais qualidade de vida e atingir seus objetivos? Marque uma consulta e dê o primeiro passo, estou te esperando!

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo