Buscar
  • luizaferracini

Entenda mais sobre a dieta cetogênica

A dieta cetogênica tem sido muito procurada por pacientes para perda de peso rápida - o que muitas vezes pode não acontecer. É caracterizada pelo seu baixo índice de carboidratos (pães, massas, farinhas, batata, etc). Pode-se considerar cetogência a estratégia que tiver menos de 20% de carboidratos ao dia. A população brasileira costuma consumir entre 50 e 60% de carboidratos ao dia, e por isso essa estratégia deve ser realizada sempre com o auxílio de um profissional e não serve para todos os indivíduos.

Um erro comum de pacientes que iniciam a dieta cetogênica sem orientação é fazer a troca do carboidrato somente por proteínas (carnes e ovos). Em um primeiro momento essa alteração aumenta a saciedade, mas a longo prazo pode ser extremamente prejudicial para o organismo. Muitos acreditam que para emagrecer é necessário consumir "carne e salada" em todas as refeições, e isso não deixa de ser uma estratégia de cetose, porém com poucos nutrientes.

A ingestão de nutrientes é, em quase todas as situações, mais importante do que a quantidade exata de calorias consumidas. Quando falamos em "emagrecer com saúde" é exatamente disso que estamos falando. Trocar os carboidratos por legumes, frutas e verduras é o ideal, e não apenas por folhas de alface. Quanto mais colorida for a sua alimentação, melhor!

Indico algumas orientações para redução leve no consumo de carboidratos, lembrando que essas dicas não caracterizam uma dieta cetogênica - pois a mesma deve ser realizada com orientação profissional:

  • Diminua o consumo de carboidratos nas grandes refeições, trocando por legumes e verduras. Deixe que metade do seu prato seja colorido, e a outra metade divida entre proteínas e carboidratos. Outra opção é escolher somente uma das grandes refeições para o consumo desse nutriente.

  • Aumente o consumo de proteínas também nos lanches. Isso fará com que sua fome nas grandes refeições diminua, fazendo com que tenha menos vontade de "um pratão de massa", por exemplo.

  • Tome um bom café da manhã. Essa será a refeição base para o seu dia, e se ela não for bem feita é possível que a fome não seja controlada.

  • Evite, principalmente, farinhas brancas. Esse tipo de carboidrato dá menos saciedade, fazendo com que você sinta fome mais vezes ao dia.

  • Não deixe que a alimentação controle a sua vida. No momento em que o cuidado com o que você come trouxer sofrimento é porque está na hora de rever ou procurar ajuda.

Com essas orientações você conseguirá reduzir levemente o consumo de carboidratos e verificar se essa estratégia pode ser interessante. Existem organismos que não se adequam à diminuição desse nutriente, e está tudo bem. Com a ajuda de um profissional será possível ver qual estratégia, entre essa e tantas outras, é a ideal para você.

Lembrando que a estratégia ideal é aquela que você consegue seguir, independente do nome dado. A alimentação deve se adequar à sua rotina e necessidades, e não o contrário.


Quer saber mais sobre essa e outras estratégias, além de verificar o que funciona para você? Marque uma consulta e conseguirei auxilia-lo a modificar seus hábitos da forma mais saudável possível, e sem sofrimento!


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo