Buscar
  • luizaferracini

O que é low carb e quais seus benefícios?

A alimentação low carb é caracterizada pelo baixo índice de carboidratos (pão, batata, massa, arroz). Tem sido uma estratégia muito procurada pelos pacientes por parecer eficiente por si só, principalmente em época de quarentena.


O que muitos não sabem é que o benefício da alimentação low carb se dá também porque o paciente acaba ingerindo menos calorias ao longo do dia por "cortar" o carboidrato. Essa pessoa "corta" o arroz, por exemplo, e não substitui por outro alimento, o que faz com que, no total do dia, esteja comendo menos.


Deve-se lembrar que as estratégias nutricionais não existem somente para perda ou ganho de peso (apesar de terem se popularizado por esses dois grandes objetivos). A low carb auxilia na prevenção de diabetes - exatamente pelo menotr consumo de carboidratos, aumenta a saciedade ao longo do dia - o que também faz com que se consuma menos alimentos no total e pode melhorar os parâmetros de colesterol - quando bem instruída e com boas escolhas alimentares.


Abaixo, deixo algumas dicas básicas para quem quer experimentar a estratégia low carb de forma saudável e gradual:

1. Escolha uma das grandes refeições (almoço OU jantar) para o consumo de carboidratos. Na outra grande refeição, prefira verduras, leguminosas e/ou carne.

2. Nos lanches, não deixe de consumir proteínas (carne, ovos, leguminosas), pois aumentarão sua saciedade e diminuirão o teor de carboidratos do dia.

3. Ao consumir o carboidrato, opte pelos integrais, pois também podem aumentar a saciedade, prevenir doenças e ainda auxiliam o trânsito intestinal.

4. Não tente encontrar substitutos milagrosos para o carboidrato (outros tipos de macarrão, arroz, etc). Algumas dessas opções apresentam um valor calórico aumentado e possuem diversos outros aditivos, além de não matarem a vontade do consumo do carboidrato.

5. Busque variar a alimentação. Se você ficar restrito ao consumo de ovos e carne, a low carb se tornará monótona e a chance de desistência aumenta.

6. Quando consumir gorduras, busque pelo que chamamos de "gorduras boas", como oleaginosas (castanhas, nozes) e abacate. É isso que poderá trazer o benefício nos parâmetros de colesterol.

7. Planeje sua semana. É muito fácil chegar em casa com fome e consumir um pão com alguma coisa em cima, mas isso não caracteriza low carb. Organize-se para ter os alimentos de outros grupos em casa e não precisar recorrer a algo de fora.


É importante ressaltar que essa estratégia não é indicada para todos, e por isso faz-se necessário um acompanhamento de perto de um profissional para auxiliar nas escolhas. Pode-se fazer low carb e piorar a saúde no geral, fazendo trocas que não são consideradas saudáveis (já vi, por exemplo, dietas que preconizam o consumo de salsicha por não ter tanto carboidrato na composição).


Caso tenha ficado alguma dúvida, entre em contato comigo aqui pelo site que conversamos melhor e adequamos a low carb à sua rotina, caso seja indicada para você!



20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo