Buscar
  • luizaferracini

Chocolate - é possível emagrecer consumindo?

Antes da primeira consulta, todos os meus pacientes respondem um questionário, para que eu os conheça melhor e consiga direcionar o atendimento às individualidades dele. Dentro desse questionário eu pergunto "qual alimento você não quer parar de consumir de jeito nenhum? Aquele que se eu tirar da sua rotina, você me mata!", e a resposta frequentemente inclui CHOCOLATE.


Sim, sabemos que o chocolate é extremamente palatável - principalmente o "ao leite", que é super docinho - e faz parte da rotina alimentar de quase todo mundo. Mas por que se criou esse medo de alimentos assim? Por que as pessoas acham que no momento em que pisarem em um consultório de Nutrição não poderão mais consumir chocolate ou alimentos gostosos?


Uma das tarefas mais díficeis que vejo em consulta é mostrar para os pacientes que é possível comer de tudo, desde que se tenha controle sobre sua fome e saciedade, e o chocolate faz parte disso. Enquanto você não controlar o que é fome, o que é vontade, o que é tristeza ou ansiedade, não conseguirá aproveitar todos os benefícios que o chocolate pode trazer (e não estou falando só de benefícios nutricionais). Se relacionar bem com a comida é o primeiro passo para comer de tudo, e não tudo.


É muito comum pacientes chegarem no consultório com uma alimentação extremamente restritiva, mas uma barra de chocolate por dia ou por semana à noite. Quando fazemos esse tipo de "dieta", chegamos no final do dia com muito mais fome e sem controle sobre as nossas escolhas alimentares.


Existem dois sistemas no nosso cérebro (homeostáticos e hedônico), um deles é responsável pela parte hormonal da alimentação (fome e saciedade) e o outro, menos racional, é também chamado de sistema de recompensa, exatamente por fazer com que alimentos mais palatáveis sejam consumidos em maior quantidade. E quando estamos com muita fome ou com alguma emoção exacerbada, o sistema hedônico se sobrepõe ao homeostático. Isso se aplica não somente ao chocolate, mas a diversos alimentos que julgamos "ruins", mas acabamos consumindo em maior quantidade.


Já pensou em chegar no final do dia com menos fome e conseguir comer somente um quadradinho do chocolate de sua preferência, saboreá-lo e não precisar de mais? Isso é possível se nos reconectarmos com o nosso corpo! Mesmo consumindo chocolate todos os dias você conseguirá atingir seus objetivos, sejam eles emagrecer, ganhar massa ou manter uma rotina saudável.


E lembre-se, uma rotina saudável não é aquela sem "furos", e sim aquela que você consegue seguir sem sofrimento! Momentos de prazer e o consumo dos alimentos que gostamos, sejam eles nutricionalmente ótimos ou não, devem sim fazer parte da nossa alimentação.


Agende uma consulta para conversarmos sobre sua relação com a comida e para que você consiga consumir chocolate sem culpa!


PS: Você achou que eu traria os benefícios dos chocolates mais amargos e a quantidade de gordura do chocolate ao leite, né? Não é isso que encontrará por aqui... Por mais que a parte nutricional seja importante, o que mais vejo são pessoas lutando contra suas emoções na hora de comer!

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo