Buscar
  • luizaferracini

8 dicas para aliviar a ansiedade

Ansiedade é um termo que tem sido cada vez mais falado dentro do consultório. Principalmente com a pandemia do COVID-19, isolamento social e inseguranças para o futuro, as pessoas tem tido crises de ansiedade e muitas vezes não conseguem procurar por ajuda.


O termo tem várias definições nos dicionários não técnicos: aflição, angústia, perturbação do espírito causada pela incerteza, relação com qualquer contexto de perigo, etc. Levando-se em conta o aspecto técnico, devemos entender ansiedade como um fenômeno que ora nos beneficia ora nos prejudica, dependendo das circunstâncias ou intensidade, podendo tornar-se patológica, isto é, prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal).


A ansiedade também pode ser caracterizada por medo, e pode afetar inclusive a rotina dos pacientes. . A sensação de ansiedade pode ser tão desconfortável que, para evitá-la, as pessoas deixam de fazer coisas simples (como usar o elevador) por causa do desconforto que sentem.


Para o tratamento da ansiedade, existem opções como medicamento e psicoterapia, e ambas essas opções devem ser indicadas por médicos ou psicólogos. Por aqui darei algumas dicas de como diminuir a ansiedade utilizando sua rotina e alimentação.


  1. Tenha uma rotina: A rotina auxilia a economizar energia mental, vem para facilitar o dia-a-dia. Ela permite que façamos o que precisa ser feito com um menor grau de estresse e ansiedade.

  2. Durma bem: Veja quantas horas de sono são necessárias para que você não se sinta cansado no dia seguinte e respeite isso. Durante o sono, hormônios importantes são sintetizados que podem nos auxiliar a combater o estresse e ansiedade.

  3. Faça exercícios físicos: Assim como no sono, durante o exercícios físicos, liberamos hormônios de bem-estar, que podem inibir a sensação ruim de ansiedade.

  4. Perceba suas emoções: Dá onde vem a sensação de ansiedade? Será que não é necessário acolher e trabalhar possíveis medos e inseguranças? Nesse ponto também é importante buscar por ajuda psicológica.

  5. Cuide de sua saúde intestinal: pelo eixo cérebro-intestino, o cérebro envia sinais para o intestino e vice-versa. As bactérias intestinais regulam vários neurotransmissores, como a serotonina e dopamina.

  6. Consuma alimentos fonte de magnésio: O magnésio desempenha um papel essencial na transmissão nervosa e na condução neuromuscular, e estudos indicam que tem um papel importante no combate à ansiedade. Alimentos fonte de magnésio incluem folhas verde-escuro, grãos integrais, sementes e cacau.

  7. Inclua chás relaxantes na rotina: Os chás relaxantes possuem compostos que relaxam o corpo, auxiliando a reduzir o estresse e a dormirmos melhor.

  8. Diminua o consumo de açúcar e cafeína: Alimentos estimulantes podem piorar o quadro de ansiedade, piorar a qualidade do sono e da rotina.


Vale lembrar que as dicas acimas visam aliviar a ansiedade do dia-a-dia, mas que o tratamento indicado é com profissionais da área de psicologia e da psiquiatria.


Quer incluir essas dicas na sua rotina e não sabe como? Agende já uma consulta para conversarmos sobre isso!


62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo